Porque usar DRONES na agricultura?

05/06/2018

 

  Enquanto o monitoramento tradicional de lavouras costuma ser custoso e não muito preciso, o monitoramento fotográfico se mostra como uma grande ferramenta. Os drones de captura de imagens são uma forte alternativa para monitoramento de produtividade e até mesmo segurança na agricultura. Leia também Onde Empreender com Drones

 

   Foi assim que pensou o aluno de Engenharia Aeroespacial da UnB, Gabriel Nascimento. Co-fundador da NONG - Agricultura de Precisão, Gabriel investiu seu tempo e conhecimento para fundar a empresa de mapeamento aéreo com drones. O negócio de Gabriel possui diversas especialidades em geoprocessamento de imagens e sua empresa é um exemplo de sucesso. Apenas na fase de investimentos, a NONG foi avaliada em R$500 mil. 

 

  Com os drones, as decisões tomadas no cultivo da lavoura são baseadas em conhecimento real ao invés do método antigo de probabilidade não comprovada. 

 

  O uso mais conhecido dos drones na agricultura é o do sensoriamento remoto, a captação de imagens aéreas via solo. As câmeras dos drones, que podem captar imagens no espectro visível ou não, podem fazer muito mais do que isto. Sensores infravermelho nestas câmeras são capazes de determinar a saúde da plantação e até diferenciar entre as espécies cultivadas. Essa capacidade permite não só o monitoramento específico de plantações com múltiplas espécies como também a presença de espécies indesejadas.

 

  Enquanto o custo de um drone pode variar entre R$4 mil e R$3 milhões, o benefício do monitoramento destes terrenos compreendem um valor muito maior e esse mercado já é bastante explorado como uma das profissões do futuro. Neste ramo o monitoramento pode ocorrer com apenas um piloto com seu drone sobre propriedades extensas, desde que utilizadas as ferramentas corretas de processamento de imagens.

 

Comparação de preço por processamento de imagens:

 

- Satélite Landsat 8 para captura de imagens: $855 mil

- Avião Cessna 12 usado em aplicações agrícolas: $300 mil

- Drone automatizado para sensoriamento senseFly’s eBee RTK: $25 mil

- Drone DJI’s Phantom 3: $1000

 

fonte: https://droneapps.co/price-wars-the-cost-of-drones-planes-and-satellites/

 

 

 

  Com todos estes benefícios na pilotagem de drones, foi previsto pela ANAC em 3 de maio de 2017 o cadastramento obrigatório de todos os drones com peso acima de 250 gramas. Com isto a agência possuí um maior controle das aeronaves e garante a capacitação dos pilotos. 

 

  A Zenit Aerospace em parceria com a Dron fornece o curso de pilotagem com os preços e facilidades de pagamento que só uma empresa júnior pode fornecer. Ficou interessado? Entre em contato conosco, um de nossos membros sempre estará em prontidão para atendê-lo!

 

Leia também:

 

Regulamento Brasileiro de Aviação Civil Especial nº 94/2017 (RBAC-E nº 94/2017) da ANAC

 

EEZA: Como o Escola Espacial impactou os alunos do CEM 3 - Gama

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Please reload

Posts Em Destaque

Uma possibilidade de registrar o mundo por outra ótica: o uso de DRONES para filmagem e fotografia.

25/08/2018

1/9
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Arquivo